Páginas

segunda-feira, 16 de março de 2009

psichè


A cômoda, suporte para nossos tesouros. A avó Hermínia chamava de psychè (ou pichichê de um jeito popular), sem saber, creio, que se referia a vaidade de Psichè - o seu espelho, e suas aventuras em busca da recuperação do amor de Eros, tendo que descer às profundezas para pedir à Perséfone o seu estojo de beleza. Psichè é a nossa alma, então está tudo certo e circular pois os tesouros que ela suporta são as criações das nossas almas!

Um comentário:

Flávia disse...

Eleonora, que surpresa ao entrar no seu blog!
Cada coisa linda que você faz.
Estou apaixonada pelas telas.
Muito.
Obrigada por ter comentado em meu site e assim ter me possibilitado ver todas as suas criações!
Um beijo