Páginas

segunda-feira, 30 de maio de 2011

o altruísmo como proteção


Proteção do altruísmo
Muitos profissionais da área de saúde me perguntam como se proteger das doenças e da energia negativa de seus pacientes. Sei, por minha experiência como médico na tradição tibetana, que o desprendimento necessário para curar alguém pode resultar em uma transferência de energia, na qual quem cura pode apresentar, por algum tempo, os sintomas do paciente. Isso não é um problema, é um sinal da eficiência do curador. Se ele entender isso, não terá o impulso de se proteger. Mas, se ficar preocupado com a possibilidade de tomar para si os sintomas do paciente, o seu medo, egocentrismo e o impulso de autopreservação atrairão a negatividade.
A motivação dos seres iluminados é o interesse altruísta pelos outros, enquanto o que motiva os seres comuns é basicamente o “eu” e o “meu”: têm muito cuidado e apreço por si mesmos e um pouquinho de preocupação pelos demais. Essa atitude resulta simplesmente em um sofrimento atrás do outro. Portanto, o altruísmo é, em última instância, a nossa maior proteção.
Chagdud Tulku Rinpoche (Tibete, 1930 – Brasil, 2002

Um comentário:

ALCENA C V C disse...

Amadinha altruismo realmente
deveria ser mais usado por
todos os seres,
afinal um indivíduo deve
beneficiar outro sempre!
Jesus foi um grande exemplo
de altruismo!
bjsss tenha dias abençoados!


http://alcenacvc.blogspot.com/